Contato pele a pele: Tudo sobre o método canguru!

O aconchego da criança no contato pele a pele com a mãe ou com o pai, por longo período de tempo, imitando a bolsa de um canguru, levou à criação do termo "método canguru".


Este método surgiu como uma resposta à alta taxa de mortalidade em bebês prematuros observados em Bogotá, Colômbia, no final da década de 70, quando aproximadamente 70% destes bebês não sobreviviam. Os pesquisadores descobriram que os bebês que ficavam amarradinhos ao corpo de suas mães, na maior parte do dia, não só sobreviviam, como ficavam mais saudáveis. E a partir de então, este método passou a ser utilizado como indicação médica aos cuidados de prematuros.

 

No vídeo abaixo, a especialista, Maria Inês Puccia, explica em detalhes como funciona o método canguru:

 


Este é um dos episódios da série “Cuidados com o Recém-nascido”.  Você pode acessar esta e outras séries na íntegra, gratuitamente por um período experimental:

 

 

O método canguru, é muito mais do que uma intervenção médica para bebês em risco. O contato pele a pele é uma ação simples e quase todos os benefícios são aplicáveis também aos bebês saudáveis. 


A maneira pela qual, um novo bebê é recebido no mundo durante as primeiras horas após o nascimento, pode ter consequências a curto e longo prazo. Há uma boa evidência de que os recém-nascidos que são colocados pele a pele com suas mães, imediatamente após o nascimento, fazem a transição da vida fetal para ser recém-nascido, com maior pressão respiratória, temperatura e significativamente menos choro, indicando diminuição do estresse. 


Além disso, as mães que mantêm seus bebês pele a pele imediatamente após o nascimento, mostram mais confiança em cuidar de seus bebês e amamentar por períodos mais longos. 

 

E os benefícios não param por aí, incluem também:

 

•    Estabilização da frequência cardíaca do bebê
•    Padrão respiratório melhorado (mais regular)
•    Mais tempo de sono do bebê
•    Ganho de peso mais rápido
•    Diminuição de choro
•    Mais episódios de amamentação bem sucedidos

 

Dê as boas vindas ao seu bebê, com os braços abertos e o aconchego da sua pele!

 

Referências:

•    WORLD HEALTH ORGANIZATION. Kangaroo mother care: a practical guide. World Health Organization, 2003.

•    CHAN, Grace J., et al. Kangaroo mother care: a systematic review of barriers and enablers. Bulletin of the World Health Organization, 2016, 94.2: 130.

•    BOUNDY, Ellen O., et al. Kangaroo mother care and neonatal outcomes: a meta-analysis. Pediatrics, 2015, peds. 2015-2238.


Sobre a especialista

 

Maria Inês Puccia
•    Graduada em Enfermagem pela Universidade Federal de São Paulo. 
•    Doutora em Ciências pela USP. 
•    Mestre e Especialista em Saúde Pública pela USP. 
•    Professora Auxiliar da Faculdade de Medicina ABC - Curso de Graduação em Enfermagem e Professora Titular da Universidade Paulista. 
•    Consultora em educação em saúde - Escola Nacional de Saúde Pública - ENSP/FIOCRUZ. 
•    Enfermeira licenciada da Secretaria Municipal de Saúde de Santo André.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Destaque

Como identificar que meu filho é dependente de tecnologia?

1/9
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Categorias
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • Twitter Basic Square
cursos online para pais